O Estado Notícias Bahia

Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Notícias/Salvador

Cresce em 100% número de protocolos de queda de iluminação associados à ligação clandestina

Salvador

Cresce em 100% número de protocolos de queda de iluminação associados à ligação clandestina
Ascom/ Dsip Semop
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O desvio de energia indevido da iluminação pública para casas e comércios é responsável por causar grandes prejuízos para cidade. Os famosos “gatos”, como são conhecidas as ações fraudulentas, geram sobrecarga no circuito e causam apagões em vias inteiras. Na capital baiana, a Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (Dsip/Semop) registrou um aumento de mais de 100% no número de protocolos abertos por queda de iluminação associado à ligação clandestina, em comparação ao mesmo período do ano passado.  

De janeiro a setembro de 2022, foram registradas 290 ocorrências de apagões gerados por “gatos”. Este ano, 582 chamados foram abertos pelo mesmo motivo. Canabrava, São Cristóvão, Bairro da Paz, Águas Claras, Fazenda Coutos, Engenho Velho de Brotas, Jaguaripe I e Cajazeiras são os locais com a maior incidência. Mas, engana-se quem pensa que as ligações clandestinas são feitas apenas em bairros populares. A prática ilegal, que configura crime previsto no Código Penal Brasileiro, com pena de até oito anos de reclusão, é bastante comum entre comerciantes e empresários em todos os bairros da cidade.   

O diretor de Iluminação, Ângelo Magalhães, relata que a Dsip recebe chamados recorrentes relacionados a apagões provocados por desvio de energia feitos por estabelecimentos localizados na orla soteropolitana. “Os ‘gatos’ geram uma série de transtornos para iluminação pública. Em todos os casos, a população em geral é quem mais se prejudica”, aponta.  

Leia Também:

O gestor ainda alerta que a sobrecarga do circuito ocasiona apagões e deixam ruas inteiras às escuras, além dos prejuízos com a queima dos equipamentos e o aumento da insegurança. “Feitos sem critérios técnicos, os desvios deixam expostos cabos e conexões que também trazem risco de choque elétrico para população. Por isso, destacamos a importância de o cidadão atuar em conjunto na missão de manter a capital iluminada, com fiscalização, denúncias, pedidos de manutenção e sugestões, através dos nossos canais de comunicação”, afirmou Magalhães. 

Contato – A população pode entrar em contato com a Dsip/Semop através do Fala Salvador, no número 156 ou site www.falasalvador.ba.gov.br. Outra opção é acessar o site Salvador Digital, no endereço www.salvadordigital.salvador.ba.gov.br – neste caso, é necessário ter um cadastro no portal gov.br. O prazo de atendimento das solicitações recebidas por meio destes canais é de 48 horas. Em casos emergenciais, como um trecho com mais de quatro postes apagados em sequência ou apresentando risco de queda ou choque elétrico, o contato pode ser feito imediatamente com a Dsip/Semop, através do WhatsApp (71) 9946-3923

FONTE/CRÉDITOS: Ascom/ Dsip Semop
Comentários:
O Estado Notícias

Publicado por:

O Estado Notícias

Redação da O Estado Notícias

Saiba Mais

/Dê sua opinião

Qual o seu nível de satisfação em relação ao serviço público prestado?

Nossas notícias no celular

Receba as notícias do O Estado Notícias - Bahia no seu app favorito de mensagens.

Telegram
Whatsapp
Entrar
King Pizzaria & Choperia
Imagem

Veja também